Movimento Patologia Cultural realiza reunião preparatória.

0
Prestes a completar 01 ano de existência, em março, o “Movimento Patologia Cultural” cresce em passos importantes para o avanço da Cultura Amazônica, reunindo nomes conhecidos da literatura, artes, ciências e cultura, e revelando novos talentos.

O Movimento Patologia Cultural, que é uma iniciativa da Associação Brasileira de Escritores e Poetas Pan-Amazônicos (ABEPPA) e da Academia de Letras e Culturas da Amazônia (ALCAMA), realizou no último sábado a Reunião Oficial e preparatória para a 11ª Edição do “Patologia Cultural”, que vai ocorrer na próxima sexta-feira (25), às 18h30, lá na Praça Elza Simões de Oliveira, no Centro de Manaus.

O Movimento reúne nomes conhecidos da literatura, artes, ciências e cultura, e revela novos talentos.| Foto: Cleomir Santos. Click cidade

Já na sua 11ª Edição, o Movimento Patologia Cultural, cujo patrono é o saudoso escritor Armando de Menezes , com entrega de Certificado Institucional ABEPPA/ALCAMA, e mensalmente traz para o cenário artístico uma temática nova, cujos autores inscritos devem desenvolver trabalhos autorais alusivos ao tema eleito. Neste mês de fevereiro o tema escolhido foi “Folia”.

As Reuniões Oficiais oficiais acontecem sempre no sábado que antecedo ao evento principal, e objetivam realizar o denominado “esquenta festivo”, com a confraternização prévia dos inscritos, e também para as tratativas de pormenores, tais como, tempo do Circuito Autoral, convidados, entrega dos Kits Personalizados (Camisa Temática Oficial do Mês, Crachá Oficial e Folder Oficial), e também ocorre a realização de Sarau.


A Reunião Oficial do 11º Movimento Patologia Cultural, que também ocorre em lugares diversos, aconteceu no último sábado (19) na casa do escritor e também fundador Pedro Lucas Lindoso. O Movimento é coordenado pela professora e pedagoga Synthia Queiroz, e a 11ª Edição acontecerá no próximo dia 25, sexta-feira de Carnaval, às 18h30, e fará homenagem especial ao poeta e desembargador Elso Simões de Oliveira, cuja Praça Pública que receberá o evento leva o nome de sua mãe.


A iniciativa já é o maior e mais organizado Sarau da Amazônia, e conta com um apresentador diferente a cada mês, e tem como atração musical permanente o tenor lírico Humberto Vieira, que é membro da Academia Amazonense de Música (AAM) e da Academia de Educação do Brasil (ACEBRA). O Movimento tem também o apoio da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa (SEC), da Fundação Municipal de Cultura e Turismo (MANAUSCULT), do Conselho Municipal de Cultura (CONCULTURA), e da iniciativa privada.

Certificado Institucional ABEPPA/ALCAMA, da 11ª Edição, alusivo à temática eleita, emitido para entrega na noite do evento aos autores inscritos. | Foto: Synthia Queiroz/PVA.

Segundo o escritor Paulo Queiroz, presidente da Associação Brasileira de Escritores e Poetas Pan-Amazônicos (ABEPPA) e da Academia de Letras e Culturas da Amazônia (ALCAMA), “Já estamos preparando uma Edição muitíssimo especial para celebrar o primeiro aniversário do Movimento, no dia 26 de março, com várias atrações convidadas, e com a consolidação da 1ª Antologia Poética que reunirá os trabalhos de todos os autores que participarão ao longo destes 12 meses de existência. O Movimento Patologia Cultural é um projeto que veio para ficar, e faça sol o faça chuva, com 03 ou com 20 participantes, ele nunca deixará de acontecer”, concluiu Queiroz.

Para quem desejar fazer contato com o Movimento Patologia Cultural, e para desde já se inscrever para a Edição especial de março, podendo ser escritores, poetas, professores, estudantes, jornalistas, músicos, artistas de qualquer segmento, simpatizantes das artes, renomados ou não, com publicações ou não, basta entrar em contato com a Coordenadoria-Geral pelos fones/zaps: (92) 98200-9908 / 99428-9908.

Fonte: Voz Amazônica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui