Valores a receber: calendário de pagamento do Banco Central termina nesta sexta-feira

0

Na próxima sexta-feira, 15, o Banco Central encerra a primeira fase do cronograma de pagamento do dinheiro esquecido nos bancos e instituições financeiras.

Os pagamentos estão sendo liberado por meio do Sistema Valores a Receber. O calendário vale para pessoas e empresas que ainda não fizeram a retirada.

A liberação dos valores é feita conforme o mês de aniversário do contribuinte ou de abertura da empresa. Nessa semana, nascidos após 1984 e empresas criadas a partir do mesmo ano conseguem realizar o saque do dinheiro.

No sábado, 16, será a última repescagem do cronograma, quando os que não retiraram os seus valores ou de suas empresas na data prevista podem retornar para sacar.

Para solicitar os valores esquecidos, é preciso acessar o site do Sistema Valores a Receber de acordo com o calendário e realizar o login com a conta Gov.br, em nível prata ou ouro. É preciso seguir o passo a passo para a retirada dos valores.

CONFIRA OS CINCO PASSOS PARA TRANSFERIR OS VALORES:

Passo 1 – Acesse o site valoresareceber.bcb.gov.br

– O acesso ao site deve ser feito na data e horário informados anteriormente na consulta ao site.

– Se ainda não souber o dia exato do resgate ou se perdeu a data, é possível fazer o resgate a qualquer momento

Passo 2 – Faça o login com sua conta gov.br

– É preciso ter nível prata ou ouro no sistema para conseguir ter acesso ao dinheiro

– Se ainda não possuir conta nesse nível, é preciso elevar a segurança por meio do site ou aplicativo

– O cidadão não deve deixar essa atualização para o dia do resgate

Passo 3 – Leia o termo de responsabilidade

Para ter acesso ao dinheiro, é preciso ler o termo de responsabilidade e aceitá-lo

Passo 4 – É hora da consulta

O sistema do Banco Central vai mostrar:

– os valores a receber;

– as instituições que devem devolver o dinheiro;

– o tipo dos valores;

– informações adicionais, quando for o caso

Passo 5 – Clique em uma das opções que o sistema indicar:

– “Solicitar por aqui” – significa que a instituição oferece a devolução do valor via Pix no prazo de até 12 dias úteis;

– Selecione uma das chaves Pix e informe os dados pessoais;

– Para pedir a transferência dos demais valores por meio de Pix, repita o procedimento de escolha da chave Pix;

– Guarde o número de protocolo, caso seja preciso entrar em contato com a instituição;

– “Solicitar via instituição” – significa que a instituição não oferece a devolução por Pix no prazo de até 12 dias úteis;

Neste caso, entre em contato pelo telefone ou email informado para combinar com o banco a forma de devolução do valor​;

– Na tela de informações dos Valores a Receber, o cidadão deve consultar os canais de atendimento da instituição clicando no nome dela.

Após a repescagem do dia 16, o sistema passará duas semanas em reformulação para o início da segunda fase no dia 2 de maio, quando haverá a abertura para novas consultas.

VALORES LIBERADOS NA SEGUNDA FASE

– Tarifas cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC

– Parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC

– Contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível

– Contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários e por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários para registro de operações de clientes encerradas com saldo disponível

– Entidades em liquidação extrajudicial

– Recursos não recolhidos do FGC (Fundo Garantidor de Crédito)

– Recursos não recolhidos do FGCoop (Fundo Garantidor de Crédito do Cooperativismo de Crédito)

Independentemente de ter recebido dinheiro ou não na primeira fase, os cidadãos podem consultar e ter quantias a serem recebidas na nova fase. “Mesmo quem já resgatou seus recursos e quem não tinha valores a receber na primeira etapa deve consultar novamente o sistema, pois os dados serão atualizados e pode haver recurso novo”, informa o banco.

Haverá uma mudança na logística de pagamento: já será possível realizar o saque no momento da primeira consulta, sem a necessidade de retornar ao site posteriomente. O Banco Central ainda não deu informações sobre como deverá ser o saque dos herdeiros.

Segundo o órgão, até a última quarta-feira, 5, 3,3 milhões de pessoas físicas e 15,8 mil pessoas jurídicas solicitaram o resgate dos valores a receber, totalizando R$ 295,3 milhões. Os saques de pessoas físicas corresponderam a 96% dos valores devolvidos até o momento.

______________________________

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui